Os lúcidos seguidores

10 de mar de 2011

Meu pensamento


Suas curvas delineadas e perigosas
Que embebedam meus olhos
Enfraquecem minha carne
Me tornam poeta
Teus olhos vivos e marcantes
Que tornam minha mente uma criança
Que faz pensar, pensar em você
Teu corpo de mulher sutil
Me provoca no silêncio da noite
Me dar o calor ao qual desejavas
Dessa minha vontade a mil
De provar de novo por alguns instantes
Seus lábios doces de veneno
Veneno que me mata
Me mata de desejo
Mesmo longe, mesmo que sutil
Ainda lembro de tudo que você me fez
Me fez feliz por uma noite
Noite essa ao qual desejo
Desde então

Nenhum comentário: