Os lúcidos seguidores

24 de nov de 2011

Falso julgamento


Eu via no teu semblante respostas minhas guardadas no tempo, no teu corpo minhas duvidas de quanto você era capaz, no teu jeito, no teu acalento eu via minha paz, suas curvas, nada eram do que as curvas da minha ignorância, de pensar que você sem ganância fosse me trair, arrependo-me hoje chorando em cima das águas salgadas que eu chorei ontem por ti.

Nenhum comentário: