Os lúcidos seguidores

19 de nov de 2011

Sinceridade inoportuna

A minha sinceridade é um veneno para as pessoas, é um veneno para as ilusões delas, serei sincero em dizer que não existem dragões, serei bem sincero ao dizer que o amor esta morrendo, e verei as pessoas se debatendo, em uma realidade cruel, pois eu serei muito sincero, em dizer que vivemos de sonhos, e que muitas vezes nos perdemos neles, serei o chato por acabar com a brincadeira, e direi, que não somos nada, além de nos mesmos.

Nenhum comentário: