Os lúcidos seguidores

16 de dez de 2011

Futuro incerto



Tenho medo do futuro que me aguarda, do próximo dia que há por vim, do sono em que eu há de sentir, tenho receio das minhas expectativas, futuras decepções, tenho medo do próximo amor que vem me consumir, do passo seguinte ou até mesmo do meu coração teimoso, que resolve parar justamente quando eu descobrir o que há de bom nessa vida, tenho medo do futuro incerto em que esse mundo há de dar.

Um comentário:

André Miranda disse...

Acho que é justamente esta incerteza que faz a vida ter emoção...o que seria de nossa vida sem aquele friozinho na barriga...adorei o post. Um grande abraço.