Os lúcidos seguidores

26 de dez de 2011

O trovoar



Talvez você tenha sido só ilusão
Dessa vida difícil, dor
Foi um caminho que se perdeu
Perdido pelo mundo, amor bandido
Que furtou meu coração
Nossos corpos unidos, deitados
Na plenitude eterna do chão
Sei que de todas as estrelas
Você foi apenas um vão
Dessa minha existência
Que passou no trovoar
De um tempestuoso trovão

Nenhum comentário: