Os lúcidos seguidores

24 de dez de 2011

A vida é tão assim



Eu nunca lhe pedi
Que você se permitisse
Levar tão a sério
Que você visse
A sua vida assim
Tão pesada, tão errada
Talvez eu não esteja certo
Mas devíamos viver
Sem ter que olhar
Os passos, passados
Que deixamos ao passar
Quando na verdade
A vida, o futuro
São passos
Que ainda passará

Nenhum comentário: