Os lúcidos seguidores

1 de jan de 2012

Um novo dia


Um novo dia surgi
Um novo olhar aparece
Um novo sol que queima
A velha casa, a velha cama
Os velhos sentimentos
Agora morrendo, para dar lugar apenas
As tolas expectativas desse meu coração
O velho eu, a velha carcaça
Morreu ontem, se extinguindo
Um novo eu, um novo tudo
Nasceu junto com o dia
Nesse dia em que tudo é novo


Nenhum comentário: