Os lúcidos seguidores

19 de ago de 2013

Não banalize a solidão




            A solidão é a procura de si mesmo, perdida dentro do seu próprio ser. Solidão não é saudade, não é carência, não é a banalidade a qual as pessoas fingem. A solidão é alma. É poesia. É uma companhia inseparável do meu ser. É a noite eterna que faz o que sou. Apenas. Não banalize a solidão, se é carente ou sozinho, não a culpe. Se culpe.

Nenhum comentário: