Os lúcidos seguidores

26 de set de 2014

Sou apenas um poeta



Sentado na cadeira do meu quarto e escrevendo poesias que minha cabeça cria a todo momento, consigo me torna o que realmente sou. Sou poeta vadio. Escrevo no decorrer do tempo largo e da vida curta, sem pressa de querer chegar no final, escrevo apenas me iludindo que o final, nada mas é que um recomeço. Afinal, sou imortal enquanto minhas palavras resistirem ao tempo.

Nenhum comentário: