Os lúcidos seguidores

27 de abr de 2011

Dia seguinte



O tempo espera a morte
Que nos espreita no dia adiante
A vida sem sorte nos faz um brinde
Somos puros amantes
De uma vida farsante
O meu eu se quebra
Pedaços, em vinte
A morte ela me abraça
Faz-me viver
Morrendo no dia seguinte

Nenhum comentário: