Os lúcidos seguidores

12 de nov de 2011

O vermelho cobiçado



Almejam o meu sangue
Para manifestar-se
Nos falsos muros de Berlim
Frases de dedicação e ódio
E ditar a mesma verdade enfim
Eles querem o meu vermelho
Pois ele é vivaz e quente
Querem abodegar as ruas
Para ditar as verdades
Verdades que metem
Na carne desnuda e crua
Querem marcar seus ideais
Em tezes de cordeiros
Seremos todos iguais?
Ou meros desordeiros
Eles almejam o meu sangue
Para fazerem suas verdades
Verdades com existência

Nenhum comentário: