Os lúcidos seguidores

14 de dez de 2011

O medo


O medo do tempo e dos estragos que ele causa, possuímos medo de viver, viver sem consequências, em um mundo limitado, temos medo de ser, tudo aquilo que podemos, mas nos limitados nas grades da nossa ignorância, pois o medo nos cega, limitando nossa ganância, temos receio do próximo passo, temos medo de errar, mas  é justamente errando que nos tornamos sábios, temos medo de nos mesmo, pois não nos conhecemos e não queremos conhecer, pois o estranho sempre vai ser algo que nos dar medo, mesmo que o estranho seja você, temos medo do futuro e esquecemos do presente, o medo nos limita, nos rege, nos controla e nos torna fraco, o medo é instinto, é pura sobrevivência, mas até onde vale o instinto, quando se tem valores muito mais importantes em jogo do que simplesmente viver.

Nenhum comentário: