Os lúcidos seguidores

17 de jan de 2012

Coração



Meu coração
Que mais parecem retalhos
Misturados sentimentos e emoções
E pedaços do mundo
Meu corpo pagão
Que vive estagnado
Minha alma de poeta
Vivo incerto
Do que fazer da vida 
Meu coração
Que bate letras vermelhas
Que parecem sangue
Minha vida um diário
Entreaberto e rasgado
Um poeta fadário 

Nenhum comentário: