Os lúcidos seguidores

3 de mar de 2012

Expurgo



Eu falei o que não queria
Quando me encontrava sozinho
Expulsando as palavras sujas
Que sujava minha cabeça
Momentos que não nos conhecemos
Perguntamos a si mesmo
Se era isso que devíamos ter feito
Calado na conformação do corpo
Escuto na mente as palavras já ditas por mim
Uma condição de expurgo
Palavras sujas, sujam o chão

Um comentário:

Jéssica do Vale disse...

Eis a verdade
da sujeira verbal,
mas é melhor sujar
o chão invés do coração!

O chão a gente limpa
quando der.