Os lúcidos seguidores

17 de mai de 2013

Negro momento


A noite negra
O limite dos poetas
O infinito do olhar
Embriago-me 
Sem desespero
Meu olhar turvo
Enfim fica sóbrio
Embriago-me do negro
Negra noite
Negro momento

Nenhum comentário: