Os lúcidos seguidores

1 de nov de 2011

A leveza


No andar
Não sinto os pés
No tocar
Sinto os detalhes
No falar
A voz ecoa
A leveza domina esse ser
Como a pena que voa
O vento que sopra
Algo que sobra
Meu amor que transborda

Nenhum comentário: