Os lúcidos seguidores

29 de jan de 2012

Maria A.


Tua beleza é mistério que me condiz
Teu corpo me castiga ao meu olhar
Minha cabeça perdida, se perde na suas curvas
Como uma dose que eu entorno sem pensar
Meu olhar fascinado, se embriaga de você
Sem motivos, sem vestígios e sem razão
O desejo que nasce em mim, apenas diz
Mulher tua beleza, é tão bela que não vejo fim
Tu me alucina a ponto de achar que tudo é infinito
Tu me cativa o suficiente para eu achar perfeito
As tuas mais tolas imperfeições

Nenhum comentário: