Os lúcidos seguidores

3 de jan de 2012

O perdido



Eu procurei em mim, somente
Conhecer as verdades incontidas
Que desse estranho ser
Que se abriga dentro de mim
Procurei nele o meu eu
O corpo metafórico
Que se esconde na carne
Essa que sangra feito animal
Mas num descuido racional
Me perdi, apenas me iludi
Me perdi dentro de mim
Meu eu confuso, confundiu
A saída dessa loucura
Fiquei apenas a tentar entender
Que o meu eu era infinito
E infinito estou a tentar
A tentar me entender

Nenhum comentário: