Os lúcidos seguidores

9 de abr de 2012

O samba de um tempo que passou



Saudade essa me que mata, que me alimenta
Saudade essa me faz ser o que eu sou
Apenas um homem com saudade
De um tempo que passou
E da saudade eu fiz um samba
Do samba fiz minha alegria
Alimentada por aquela lembrança
Que virou um samba de esperança
Desse amor que acabou ou daquele tempo que passou

Um comentário:

Sahara Higino disse...

Apenas o enredo
de 'esperança'..
Faz-se belo em
Toda dança,

meu caro.