Os lúcidos seguidores

4 de dez de 2012

Se doe a si mesmo e não aos outros



            As vezes nos acostumamos, a nos doar demais pelos outros, atrás de agrada-los, ou mesmo por um simples sorriso. Fazer feliz uma amizade. Feliz uma moça, sem idade. Nos costumamos a fazer o mesmo ritual, por educação ou prazer, mas um dia, uma hora, caímos na real. Na decepção do prazer, a realidade ácida, que coroe minha ilusão. Damos amor demais a quem não nos dar nem um pouco de tempo, damos tempo demais a quem não nos dar nem uma resposta, damos respostas demais a quem nem se esforça para ouvi-las, ouvimos demais dessas pessoas, a mesmas desculpas de sempre. 

Nenhum comentário: