Os lúcidos seguidores

11 de fev de 2012

Quando for me procurar


Me procure nas mesas de bar
Nos copos de cerveja
E nas conversas aleatórias sobre politica
Não me procure em baixo das mesas
Nem no quarto ou dentro do armário
Me procure pelas ruas, por qualquer canto
Nas rebeldias e nas revoluções
Me procure nos solitários e nos boêmios
Nas duvidas e nas certezas dessa vida
Talvez você me ache dentro de mim
Perdido em qualquer canto desse meu vasto ser
Me procure em você ou nele
Nos bêbados sem causa
Nos amores sem fim
Ou nos poetas defasados
Só não me procure no óbvio
E no convencional



Nenhum comentário: